Ads Top

Secretários e funcionários da Prefeitura são afastados devido a fraudes em licitações

Secretário de Obras Alexsandro Wnuk foi afastado por medida cautelar

A Polícia Civil divulgou hoje (13/7) em coletiva de imprensa que 11 vereadores e secretários e funcionários da Prefeitura foram afastados de suas funções. Eles estariam envolvidos em uma fraude em licitação de coleta de lixo, com desvios podendo chegar ao valor de 40 milhões de reais. Funcionários da Prefeitura teriam facilitado a fraude, aprovando capacidade de empresas não hábeis.

De acordo com o delegado Hugo Arruda, foram detectadas provas contundentes indicando que houve uma fraude na licitação referente a coleta de lixo do município. A empresa vencedora, a Cooptral, não possuía capacidade técnica para prover o serviço. Estão envolvidos no esquema 11 vereadores estão envolvidos no esquema, além de funcionários da Prefeitura. Os mentores do esquema seriam o vereador Pedro de Teco e seu irmão Nivaldo de Teco, ex-vereador, que estão foragidos. Outros contratos da Prefeitura também estão sendo monitorados. Os envolvidos poderão ser indiciados em pelos crimes de fraude em execução, falsidade ideológica, peculato e lavagem de dinheiro.

Dez vereadores e membros do executivo, incluindo secretários e diretores, foram afastados de suas funções por medida cautelar, sendo os vereadores Pastora Dirce, Lau, Carlos Murta, Raimundinho, Gilberto, Pedro de Teco, Ticaca, Pastor Leandro, Ailton e o Presidente da Câmara Lacy Dias, apenas o vereador João Binga não foi afastado.

Os funcionários da Prefeitura afastados foram Alexsandro Wnuk, Orlando Teixeira Dias, Marco Aurélio Mota Ramos, José Luiz Cupertino, Gilberto Moraes Junior e Valdivino Soares Ferreira.

Após ser levado para o Departamento de Fraudes da Polícia Civil, em Belo Horizonte, o vereador Leandro foi encaminhado a Penitenciária Nelson Hungria. Ele estaria orientando e intimidando testemunhas. Mandados de busca e apreensão foram feitos em casas e empresas dos envolvidos. Os empresários presos foram encaminhados para o presídio de Santa Luzia.
Tecnologia do Blogger.