Ads Top

Cai o Muro de Pedras, juíza manda apreender na sede do jornal, edição que enaltece prefeita



A juíza eleitoral Arlete Aparecida da Silva Coura expediu no fim desta tarde de terça-feira (27) um mandado de busca e apreensão contra o jornal local "Muro de Pedras".

Lançado nesta terça, o jornal Muro de Pedras, em edição 607, confeccionou um grande material publicitário, para promoção da prefeita Roseli Pimentel (PSB), candidata a reeleição. Cerca de 5 páginas do jornal foram utilizadas para enaltecer a prefeita, sendo configurado campanha eleitoral.

De acordo com o artigo 30 da Resolução TSE nº. 23.457/2015, "São permitidas, até a antevéspera das eleições, a divulgação paga, na imprensa escrita, e a reprodução na Internet do jornal impresso, de até dez anúncios de propaganda eleitoral, por veículo, em datas diversas, para cada candidato, no espaço máximo, por edição, de um oitavo de página de jornal padrão e de um quarto de página de revista ou tabloide". Este artigo foi ofendido, visto que o jornal foi inteiramente dedicado a candidata a reeleição.



A juíza detectou que a publicação do periódico causa um desequilíbrio no pleito eleitoral já que fere diretamente a lei eleitoral. A publicação do jornal foi denunciada pela coligação "Somos Todos Santa Luzia".

A equipe do NOTTÍCIA verificou a distribuição em massa do jornal em Santa Luzia e em Belo Horizonte, principalmente no Terminal São Gabriel.


Por decisão da juíza foi autorizado a busca e apreensão de todos jornais que ainda estejam na sede do jornal Muro de Pedras. A prefeita Roseli Pimentel tem 5 dias para apresentar a defesa em juízo.


Tecnologia do Blogger.